Retrospectiva 2012 – Senta que lá vem história.

Bem vindo 2013!

Bem vindo 2013!

Vou começar contando que quando fiz meu login no wordpress essa manhã, a idéia era de escrever um último post e fechar o blog, desisti assim que percebi há quanto tempo não escrevia. Não gosto de coisas incompletas. Gosto de fechar ciclos, encerrar assuntos, fazer as pazes antes de dormir. Não sei lavar metade da louça. Tenho angústia de coisas pela metade. Tendo dito isso, vou passear rapidinho pelo ano de 2012 e deixar aberta a possibilidade de continuar escrevendo por aqui,  ainda que apenas como uma forma de manter um arquivo dessa fase da vida (o blog vai mesmo acabar um dia eventualmente). O Aventura Kiwi nasceu em uma mesa de bar como tantos outros “bloguinhos” e a idéia central era manter essas amigas que estavam comigo no bar atualizadas sobre a vida por aqui. O tempo passa, a novidade vira trivial e no final das contas, o Facebook acaba cumprindo bem essa missão pra gente.

O que vai no ♥

O que vai no ♥

Voltando ao post, nesse Natal, diferentemente dos 2 anos passados foi de muitos agradecimentos e pouquíssimos pedidos. Emocionalmente, a vida presenteou nossa perseverança e nosso relacionamento com uma base que até então eu desconhecia ser tão sólida. Foi um ano de colocar as mágoas, a culpa e o ressentimento para trás e brindar nossa escolha, celebrar as coisas simples do dia-a-dia. Nada disso vem fácil, as vezes você precisar se desapegar de coisas que até então julgava fundamentais pra você. Rever conceitos e desatar vários nós para apertar alguns poucos laços.

2012 foi um ano de decisões, de filtrar e peneirar. De fazer escolhas. Muitas.

Mountain Pose

Mountain Pose

Profissionalmente foi um dos mais difíceis que tive até agora. Um grande aprendizado em vários aspectos, onde aprendi a diferença entre trabalhar e fazer o que se ama. E é brutal. Se você trabalha uma vida inteira sem paixão pelo que faz, sem admiração pelas pessoas que estão a sua volta, meus parabéns. Eu jamais vou conseguir. Já no finalzinho do ano muitas coisas mudaram, o que transformou o que seria um pedido de Natal em mais um agradecimento. Por conta disso, descobri que mentalizar funciona, a não ser que você esteja mentalizando ganhar na mega senna (aí não adianta não). Nessa linha, esse ano encontrei as aulas de BodyBalance da academia (Tai Chi, Pilates e Yoga) e descobri que pre-ci-so dessa válvula de escape e só assim consegui fazer as pazes com a academia depois de alguns anos de descuido e do retorno da SOP* (pesquisa se for muito curioso). Nada hardcore com gritos de uhuuu, mas algo que me ajude a focar no que importa (e pouquíssimas coisas tem importado.

Uma amiga querida, postou esse texto lindo na página dela e me fez perceber que a promessa de ano novo dela consiste em algo que sem querer pratiquei em 2012:

“Em 2012 eu abracei o mundo. Abracei mais do que eu podia suportar. Abracei tanto e tão forte que perdi o ar. No proximo ano vou me presentear com um abraço bem confortável e aí sim, com o espaço que sobrar vou abraçar apenas e tão somente o que de verdade eu amar. ♥” – Renée Arditti

2012 Favorite Yumminess!

Favorito de 2012!

2012 foi um ano de importante vitórias, e ainda que essa vitória em especial não seja particularmente minha, esse foi o primeiro ano do resto da vida do Rodrigo fazendo o que ele mais ama. E que sentimento incrível esse de vibrar, se emocionar e ficar imensamente feliz pela conquista de quem você ama . Admirar a primeira pessoa que você vê quando acorda é regra importantíssima na construção de uma relação duradoura. E esse ano foi imbatível nesse aspecto. E sempre tem o bônus de todas as delícias no final do dia (destaque pro cheesecake, nem de longe o mais elaborado mas certamente meu favorito). Eu que conheço tanto o sentimento bom que vem junto com o privilégio de se trabalhar com o que a gente ama, jamais ficaria indiferente a esse brilho no olho de quem transformou uma paixão em profissão.

NZ, Our Home.

NZ, Our Home.

Continuando pelas vitórias, esse ano saiu nosso visto de residência. E isso se traduziu durante o ano inteiro não somente através do selinho no passaporte, mas através de muitos outros sinais. Wellington é nossa casa, onde a gente esbarra com amigos no mercado, vai a feira sem máquina fotográfica (que é quando você percebe que deixou de ser turista), onde a gente marca jantares na casa dos amigos ou um picnic na praia em dia do sol. A mesa de bar continua existindo, com novas amigas e o vinho no lugar da cerveja enquanto Rodrigo vai jogar futsal. Mas não é que o tal do selinho no passporte dá um sentimento de liberdade que a gente não havia experimentado até aquele momento? A Nova Zelândia acolheu a gente e é engraçado que sempre durante uma conversa com alguém que acaba de descobrir que somos residentes, tem sempre um: “bem vindos” ou “parabéns”. E a gente fica bobo como se fosse grande coisa… mas se parar pra pensar, não é que é mesmo? Não dá pra garantir pra onde a vida vai levar a gente, mas Wellington sempre vai ser a cidade do meu coração, e isso é gigante considerando que nasci numa das cidades mais amadas e enaltecidas do mundo.

Surpresa!

Surpresa!

Esse ano teve surpresa de aniversário também, cartões que vieram do Rio, cheios de amor e amizade. Cheios de carinho e consideração. Foi um dos pontos altos do meu ano porque me mostrou que algumas relações realmente não mudam com a distância enquanto outras podem mudar completamente ainda que você esteja perto como jamais esteve. Sem contar todas as artimanhas do Rodrigo pra fazer essa ponte entre mim e meus amados, falando neles, é nessa época do ano que a saudade da família e dos amigos de longa data aperta. A conta de telefone vai nas alturas e o todas as horas do skype não parecem ser suficientes pra suprir aquele abraços que a gente não pode dar. Tem sempre os pais da gente, cada um ao seu modo, que se fazem presente através do presente… é bom, mas não é igual. Por outro lado tem essa sensação gostosa de nós dois hoje sermos um núcleo, família. Família de dois.

Feliz 2013!

Feliz 2013!

Eu particularmente ADORO esse conceito de “Ano Novo” – amo a idéia de celebrar um novo início, de ver todo mundo emanando e recebendo amor, espalhando boas energias por aí e refletindo sobre o ano que está ficando pra trás. No meu caso, fazendo dos sabores a metáfora perfeita, no meu ano teve de tudo: Ácido, amargo, salgado… mas definitivamente terminou doce. E tem que ser assim mesmo, porque doce o tempo todo enjoa, mas é esse o gosto que a gente sempre quer pro final. O mundo não acabou em 2012 (ahhh os Maias) e de quebra está deixando em seu lugar um ano novo inteirinho e em branco pra gente colorir (o verbo de 2013). Eu quero usar todas as cores e só virar cada página com a certeza de que não ficou nada por fazer. E você?

Anúncios

5 comentários sobre “Retrospectiva 2012 – Senta que lá vem história.

  1. Obrigada por não ter fechado o blog. Ler os seus posts fez uma enorme diferença para mim. Se ele foi capaz de melhorar a vida de uma pessoa ele cumpriu seu objetivo. Obrigada.
    ps. Eu gostaria de te enviar um e-mail, vc pode me enviar seu endereço, pf? Mais uma vez, obrigada.

  2. Tambem adoro ano novo e retrospectivas e planos para o futuro. Ja gostava quando estava no Brasil, gosto ainda mais morando fora.

    Que bom que voce decidiu nao acabar com o blog – acho blog tao mais legal do os updates curtinhos do Facebook.

  3. Viu …cumpri minha promessa, estive aqui, e li sua postagem, acho que os anos vão passando, e vão ficando mais conturbados para todos, são novos desafios, novos objetivos, e olhamos o passado e vemos como passou rápido…a sensação que o tempo sempre está há dois passos na nossa frente, mas acho que foi um ano de acertos, de reflexões e planejamento para o ano seguinte. O que importa é que o tempo também, quando usado na medida certa, se torna um aliado, e vamos aprendendo a nos conhecer melhor, saber o que desejamos e sabendo administrar o que não é tão bom como queriamos que fosse… Mas na vida, nem tudo é perfeito, também não o somos, temos que encarar de frente o que nos incomoda e saber tirar boas lições disso tudo, Amadurecer é difícil, é dolorido, mas é gratificante quando nos tornamos mais sábios e sabemos a medida exata de nossa trajetória. Quanto acabar com o Blog, minha opinião de mãe, sei que não vale muito, mas mesmo assim vou dá-la…não importa quantas pessoas lêem ou se interessam…assim como eu você gosta de escrever e expressar seus sentimentos em palavras, então porque terminar com ele?….Pois eu tenho certeza que virá muito mais aventuras por aí….e você terá o prazer de colocá-las aqui na Aventura Kiwi! Feliz 2013!

  4. Oi afilhadinha amada. Adorei, principalmente em saber q vcs estão realmente felizes.
    Mas me emocionei. Engraçado tantos Natais e Anos novos no RJ e a gente não estava juntas, mas me deu uma vontade enoooorme de t abraçar. Q saudades!
    Então qdo for meia noite aqui (ainda não me acostumei) sei q já será ano novo por aí, mas pense em mim, pois estarei t dando aquele abraço.
    Te amo muito: ano vai ano vem, esse amor só aumenta.
    FELIZ, 2013!!!!!
    Meu bj p vc e p Rô.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s