Let the countdown begin…

“What you risk reveals what you value”

Faltam 23 dias!

Menos de um mês… é aquele momento em que a contagem regressiva que tanto te angustiava pela distância passa a te angustiar pela proximidade. Impressionante como nunca estamos satisfeitos…

Eu não sou via de regra, então só posso falar por mim. Esse momento aqui tem sido pra mim o contraponto do meu último post: Porque não sair do Brasil? Porque meus amigos estão aqui, porque a saudade dos meus avós será excruciante, será porque me acostumei? Essa última é a melhor de todas sabia? Estar na zona de conforto fazendo o que você já sabe fazer pode mesmo ser tentador. Começa a dar uma sensação esquisita de que não vai dar pra arrumar tudo, de que nada vai caber na mala, que o seu inglês é muito ruim, que seu pai é muito bom, que seu quarto era grande mas sua mala pequena… enfim…tudo passa a ser intenso, contraditório e com aquela cara cafona de “última vez”! Dá sede… sede dos amigos, sede de falar sua lingua, sede ir a todos os lugares… tudo tem cara de despedida. Dá medo também.

Mas também tem aquela voz que aprendi a ouvir e confiar que me diz que eu estou neurotizando, que eu sou afobada, que vai dar tudo certo. E no fundo a gente sabe mesmo que não importa o quanto se planeje, sonhe ou tema… algumas coisas estão estranhamente fadadas a acontecer. Boas ou ruins. É aquela história: “As vezes pra chegar ao céu, tem um inferno no meio do caminho”. Não sei o que está guardado pra mim lá além de um amor, o que é por si só um belo começo.

“The only thing that makes life possible is permanent, intolerable uncertainty; not knowing what comes next”

Na última semana teve o bazar… foi tão legal. Aquele sapato bacanérrimo que não vai caber na sua mala não precisa ficar encostado num canto implorando por uso. Quando entrei no meu quarto depois do bazar, ele tava mais leve, de energia renovada… e ainda tenho quilos de doações de roupas minhas e das amigas. Nesse aspecto a viagem fez por mim o que eu sozinha jamais faria. E sabe o que é mais curioso? Agora fico achando que ainda sim tenho muito mais coisas do que preciso. Que mesmo com o bazar e as doações, metade das minhas bolsas vão ficar, metade dos meus sapatos…  é, definitivamente deveria ter feito isso antes.

Essa semana também fiz um freela muito bacana. Um trabalho dentro da minha área mas com gente nova, gente comprometida com resultado, gente ética. O que significou novos amigos e novas trocas de experiências. Profissionalmente vai me render uma carta de recomendacão e pessoalmente me rendeu uma prazer imenso. Meu maior medo nessa viagem é acabar não conseguindo me posicionar profissionalmente dentro da minha área na NZ e esse trabalho serviu pra dar uma aliviada nesse pessimismo.

“If you’re never scared or embarrassed or hurt, it means you never take any chances”

Essa semana será minha última semana no escritório. Limpar gavetas, se despedir dos amigos que acabam ocupando seus dias mais que a sua própria família. Aquele email de despedida que te faz chorar…acho que depois disso, toda a ansiedade vai se instalar com força máxima e em definitivo. Quando vejo o Rodrigo pelo skype sinto uma empolgação quase infantil, como a de uma criança perto do Natal. É como estar num livro que nem terminou de ler e você já não vê a hora de começar a ler a sequência. A Nova Zelândia é minha “Parte II”.

Nota de Rodapé: Eu fico muito feliz quando alguém comenta.

Anúncios

9 comentários sobre “Let the countdown begin…

  1. Monica,

    So de ler este email ja deu pra sentir o frio na barriga ahaha…Mas brincadeiras a parte…sinto um frio na minha barriga ao saber que vc nao estará mais aqui do meu lado qdo tiver que mandar aquele email super bem produzido ou entao reclamar que a produção nao esta andando ou entoa me ensinar a usar o photoshop ou simplesmente conversar sobre diversas coisa …sentirei muita a sua falta…de todo esse tempo que a gente ficou trabalhando juntos e tbm pela amizade que surgiu deste trabalho…..mas sei que vc estará mega feliz…e torco bastante por vc e pelo rodrigo…
    bj

  2. Monica, desde o dia em que te conheci, vc sempre teve o dom de me surpreender!

    E, devo dizer, continua surpreendendo!! rssss

    Acho, sinceramente, que vcs são loucos… mas concordo plenamente que algumas coisas simplesmente estão fadadas a acontecer. Então, se é pra viver essa experiência, vá com tudo, garota, e divirta-se!

    E eu fico daqui, do camarote, só me surpreendendo e torcendo pra que tudo sempre dê muito certo…

    Afinal, aquela frasezinha lugar-comum cabe bem aqui: Tudo sempre dá certo no final, se parecer não deu, é pq não acabou ainda!

    Beijoooos

  3. Amorinha

    Bota estranho nisso tudo. Porque torço todo dia para seu o seu dia logo e você voar para longe, encontrar o Rodrigo, dormir com aqueles gatos xexelentos hahahah …

    Mas ao mesmo tempo penso nos mil momentos que aprendi a ter com vc … Academia, msn, nights, cerveja, música, dvd, piadas, seu quarto, nextel, pizza, twitter, blackberry … fo-deo.
    Eu vou precisar de terapia. rs

    Maaaaais ferrada está vc sem minha ranzizisse, meu sense of style, minhas gírias só minhas e meus momentos girlie ….

    3 meses se passaram tão rapidinho mas posso dizer o q sempre quis ::: Monica Moraes eu SEMPRE quis ser SUA AMIGA e hoje eu SOU SUA AMIGA e você, minha melhor parte … a melhor parte q habita DENTRO DE MIM.

    As vezes, tonta .. mas amo vc. Te amooo even after the end 🙂

  4. É, cara… Tá chegando.

    Mas continuo sem pensar em despedidas. Tenho certeza de que vcs tomaram a decisão certa e o frio na barriga é assim mesmo.

    E quanto ao desapego, vc sabe que eu sou super adepta e espero que vc siga isso. Fiquei super orgulhosa do seu bazar! A getne vai vendo mesmo que precisa é das pessoas e de poucas coisas.

    Um grande beijo e até o próximo post

  5. É, eu confesso que minha ficha ainda não caiu.
    Talvez numa despedida no aeroporto (que horas é o vôo?), ou com a proximidade da data, não sei. Sei que lendo seu post, fiquei com um certo frio na barriga… Por você, não por mim, por essa sua coragem de se jogar na novidade. Diga-se de passagem, uma SENHORA novidade.
    Não tenho dúvida de que se existe chance de dar tudo certo (e eu acredito muito nisso), tenho certeza de que dará. Conheço sua determinação, sua competência, o quanto você não mede esforços pra conseguir o que quer, e essas 3 características vão ditar as regras da sua nova vida.
    Quanto mais o tempo passa, mais torço por você! Mas e a saudade? Cocô, né?
    Te amo, baby!
    Beijos

  6. E isso aí amiga, só posso dizer que me orgulho de você. E que, para ser feliz, é preciso coragem. E esta já está na sua mala.
    Fly and have fun. Afterall, you have a great history to tell your children!!

  7. Monica,

    fiquei sabendo agora de sua nova aventura! E sem dúvida é preciso muita coragem para deixar toda uma vida/história para trás e encarar um novo desafio, porém sem eles a vida se tornaria realmente muito monótona… estou torcendo por você! Continue mandando notícias!

    Beijos!

  8. Correndo o risco de ser repetitiva: viajar eh preciso, recomecar eh assustador mas uma experiencia unica, sentir saudades das coisas boas do Brasil nao tem preco!

    Vah, olhe pra tras mas somente pras coisas boas e leve na bagagem toda sua experiencia de vida, lembrancas da familia e dos amigos queridos – deixe pra tras os medos, paranoias, negativismos, “e se” – e mergulhe de cabeca nessa fase.

    Todo mundo deveria ter essa oportunidade, mas sao poucos os sortudos que podem, e os sabios que a aproveitam.

    Menina Laura deu um chute em aprovacao!

    Beijinhos,
    Chris

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s